INFORBUSINESS - Compartilhando o seu desenvolvimento profissional

Historiadora Marly Perecin participa do projeto “Trajetórias” do Sesc Piracicaba

Historiadora Marly Perecin participa do projeto “Trajetórias” do Sesc Piracicaba

Encontro acontece nesta sexta, dia 2/12, e tem entrada aberta e gratuita ao público.

 

“Trajetórias: uma breve reflexão sobre nossas matrizes culturais”, projeto do Sesc que homenageia personalidades piracicabanas que contribuíram ativamente para o enriquecimento cultural da cidade, seja por despertarem reflexões ou desenvolverem novos conhecimentos capazes de fomentar novos olhares sobre nossas raízes, realiza nesta sexta-feira, dia 2 de dezembro, a última edição do ano com a participação da historiadora, doutora em História Social do Brasil pela USP, Marly Therezinha Germano Perecin.  O encontro acontecerá a partir das 18h, no Teatro do Sesc Piracicaba. A entrada é gratuita e conta com o apoio da TV USP/Piracicaba.

Desenvolvido desde maio deste ano, o projeto já trouxe o maestro Ernst Mahle, a artista e contadora de histórias, Carmela Pereira, o jornalista e escritor Cecílio Elias Netto e o filósofo Francisco Cock Fontanella. A proposta de “Trajetórias”, que tem curadoria e mediação do jornalista piracicabano Romualdo da Cruz Filho, é compartilhar histórias de protagonistas em suas áreas de atuação, tendo como ponto de partida aspectos da vida profissional, o cotidiano e a dimensão pública que os colocam em sintonia com as gerações atuais e as questões instigantes da contemporaneidade. 

“Nós queremos também pensar sobre a velhice e as lembranças que marcaram o tempo, sobretudo diante de personalidades que tanto produzem e contribuem para o legado cultural e histórico de Piracicaba”, comenta Adriano da Costa, programador cultural e responsável pelo projeto no Sesc Piracicaba. A escolha dos convidados foi feita a partir de critérios como idade, reconhecimento público e a vasta produção nas diversas linguagens artísticas e nos encontros com o público, falam sobre sua formação, os caminhos escolhidos nesta trajetória da vida, histórias profissionais e pessoais, as grandes inspirações e a relação que eles têm com o envelhecimento. 

Sobre Marly Therezinha Germano Perecin – Texto de Romualdo Cruz

Historiadora, seu mestrado e doutorado foram dedicados à história regional dos séculos 18 e 19, a cultura caipira, suas raízes, sua força e as perspectivas de uma tradição que vem perdendo a identidade. O bate-papo será conduzido em função dos seus estudos e, em especial, do livro Candeias em Espelho D’Água especificamente do Vale Médio do Tietê, cujo centro propulsor era a cidade de Itu, tida como cidade mãe de Piracicaba, de onde recebemos as maiores influências econômica, política e cultural. Durante o Primeiro e o Segundo Império, Itu tornou-se um polo do movimento Liberal, cujas lideranças foram massacradas pelo exército de Duque de Caxias em 1842, no terrível conflito de Venda Grande, na região de Campinas. Esse acontecimento foi detalhado pela historiadora em seu romance histórico Candeias em Espelho D’Água, resultado de suas pesquisas para o doutorado na USP. 

Também possui outros trabalhos, Alexandrina in Concert como experiência em teatro e os projetos de memoriais para ACIPI e ESALQ. O primeiro se materializou em 2010 na sede da própria instituição e constitui uma amostra das realizações piracicabanas na área do comércio. Além de professora, palestrante e escritora, ocupa-se com os afazeres da casa, suas plantas e experiências culinárias, mas seu coração pertence aos filhos e netos, enquanto faz do Rio Piracicaba um referencial mítico em sua vida, a exemplo do que ocorre em sua família há sete gerações.

 

Voltar