INFORBUSINESS - Compartilhando o seu desenvolvimento profissional

O ICV-P (Índice de Confiança no Varejo de Piracicaba) volta a subir

Índice volta a subir
Depois de pequeno recuo no mês passado,
expectativa de varejistas volta a melhorar
 
O ICV-P (Índice de Confiança no Varejo de Piracicaba) correspondente a outubro subiu 2,38% na comparação com o trimestre compreendido pelos meses de julho, agosto e setembro, passando de 74,11 para 75,87 pontos. O resultado indica que, após pequeno recuo no mês passado, quando o índice registrou variação negativa de 3,83%, a expectativa dos varejistas volta a melhorar no período.
 
Na comparação plurianual do índice – que é realizado pela Ejea/USP (Empresa Junior de Economia e Administração) –, a melhora é notória. Em outubro do ano passado, o indicador registrava 45,34 pontos, valor 67,34% menor que os 75,87 pontos registrados na medição de outubro deste ano.
 
Na decomposição do indicador, um dado interessante: apesar da queda de 2,75% nas Vendas Atuais, a confiança dos varejistas com relação à Economia Atual cresceu 4,11%, e o ICA (Índice de Confiança Atual) fechou o período com um aumento significativo de 53,31%.
 
Corroborando os bons resultados do período, puxado pelo bom desempenho do subíndice Economia Futura, que registrou alta de 4,10%, o ICF (Índice de Confiança Futura) também apresentou variação positiva: 1,81%, mantendo curva de crescimentos periódicos, que não é interrompida desde março nesse quesito.
 
“Apesar de pequeno sobressalto no mês passado, a confiança do nosso lojista voltou a aumentar e, aos poucos, vemos as expectativas dos empresários sobre o setor retomando novamente patamares de otimismo. A inflação vem perdendo força, mês a mês, e hoje está na casa dos 7,87%. Previsões do Banco Central dão conta de que, até o fim do ano, ela deva caminhar no sentido de alcançar o teto da meta estabelecida para este ano (6,5%). Esse novo ambiente de queda dos preços, pode estar influenciando a opinião dos varejistas, já que esse vai e vem da inflação impacta diretamente no poder de compra da população. Outra hipótese apresentada pela pesquisa do Ejea diz respeito a uma perspectiva de aumento das vendas de fim de ano, já que o período é conhecido popularmente por ser o mais importante para o comércio no ano”, avalia Paulo Roberto Checoli, presidente da Acipi.
 
ICV-P
 
O indicador tem o objetivo de divulgar aos empresários, setor público e sociedade as expectativas dos lojistas em relação à economia regional, ao segmento em que atuam e às suas próprias empresas.
 
Voltar