INFORBUSINESS - Compartilhando o seu desenvolvimento profissional
noiva

Sesc Piracicaba realiza oficina de literatura na Casa do Hip Hop

Sesc Piracicaba realiza oficina de literatura na Casa do Hip Hop

Programação literária do Caldo – Tradições Contemporâneas traz poetas e escritores em saraus, poezines e oficinas com a participação gratuita

 

Nesta quinta, 12/4, às 19h, a Casa do Hip Hop recebe a oficina “Com cheiros de palavras”, ministrada pelo escritor e produtor cultural, atuante no movimento de literatura das periferias de São Paulo, Michel Yakini. O encontro integra a programação do projeto Caldo – Tradições Contemporâneas realizado pelo Sesc Piracicaba.

A partir da leitura de histórias dos orixás e poemas afro-brasileiros e na trança entre palavras e elementos naturais como água, folhas, pedras e sons, os participantes visitam a imaginação e a memória para a criação poética. Inscrições gratuitas pelo site sescsp.org.br/piracicaba.


Logo na sexta, 13, dois encontros também integram essa programação literária do Caldo no Sesc Piracicaba. Às 19h, o bate-papo “Os desafios de uma editora independente do interior traz, para o Espaço de Tecnologias e Artes do Sesc, os jornalistas José Renato de Almeida Prado e Léa Prado para falar sobre os caminhos da produção de um livroe, às 20ho Poezine reúne na Comedoria os poetas e escritores do interior e litoral,Diego Moraes, Michel Yakini, Miró da Muribeca e Caio Carmacho, para a produção de um fanzine editado na hora por Daniel Minchoni.

E para o sábado (14/4), às 10h, Diego Moraes, escritor manauara, idealizador e criador da Flipobre, primeiro encontro literário 100% virtual, ministra oficina Auto-ficção, que tem como foco sensibilizar os participantes a iniciar-se na ficção a partir de sua própria estória; e, às 14h, Miró da Muribeca, poeta recifense popularmente conhecido por suas poesias urbanas e marginais, apresenta histórias reais de observação do cotidiano, como ele o enxerga e se inspira para criar seus poemas e crônicas.


 

Sobre Caldo – Tradições Contemporâneas- Com a participação de artistas brasileiros da música, literatura, cinema e artes cênicas por meio de espetáculos e atividades normativas, o projeto reúne o que tem sido produzido no país que mescla a cultura popular brasileira com os novos métodos contemporâneos. Ao todo são 47 atividades que seguem até o dia 18 de maio. Já passaram na programação bandas como Metá Metá e o músico Tom Zé. Entre os destaques que acontecerão estão a Banda Baiana System (18/5); espetáculo, oficina e residência teatral com Grupo Magiluth e Cia Mungunzá; apresentação do espetáculo de Dança Semba, com Antonio Nóbrega; um ciclo especial Ivo Lopes de Araújo exibe 10 filmes do fotógrafo cinematográfico cearense e um dos mais autorais de sua geração; o designer Fernando Campana ministra palestra e workshop sobre seu trabalho; e, além de toda a programação cultural, a Comedoria do Sesc preparou um cardápio especial durante o projeto em cartaz. 

 

Literatura

Oficina

Com cheiros de palavras

A partir da leitura de histórias dos orixás, poemas afro-brasileiros e expressões idiomáticas os participantes são convidados à criação poética e à análise da cosmovisão africana, a partir da sua influência cultural e linguística no Brasil. Com Michel Yakiniescritor e produtor cultural, atuante no movimento de literatura das periferias de São Paulo.

Dia 12/4, quinta, 19h. 
Casa do Hip Hop (R. Jaçanã Altair Pereira Guerrine, 188 – Higienópolis). Grátis. 14 anos.

Inscrições: sescsp.org.br/piracicaba

 

 

Bate-papo

Os desafios de uma editora independente do interior

O jornalista José Renato de Almeida Prado, autor dos livros Prosa Fiada e Outros Goles (2008) e Tampa de Baú (2011), ao lado de Léa Prado,historiadora, artista plástica e jornalista conversam sobre os desafios de se manter uma editora independente no interior de São Paulo e detalham os caminhos para se produzir um livro.

Dia 13/4, sexta, 19h. 
Espaço de Tecnologias e Artes. Grátis. Livre.

Inscrições: sescsp.org.br/piracicaba

 

Sarau

Poezine

Jovens e tarimbados poetas, escritores e amantes das letras, do interior e do litoral, da Amazônia e da megalópole, que refletem a produção literária contemporânea, circulam por escolas e espaços culturais para semear o gosto pelas palavras. Ao final, se reúnem em sarau para a produção de um fanzine editado na hora por Daniel Minchoni. Com Diego Moraes, Michel Yakini, Miró da Muribeca e Caio Carmacho.

Dia 13/4, sexta, 20h. 
Comedoria. Grátis. Livre.

 

Oficina

Auto-ficção

Oficina que sensibiliza interessados em iniciar-se na ficção a partir de sua própria estória. Com Diego Moraes, escritor manauara, idealizador e criador da Flipobre, primeiro encontro literário 100% virtual. Autor dos livros: A fotografia do meu antigo amor dançando tangoA solidão é um deus bêbado dando ré num trator, Um bar fecha dentro da gente, Eu já fui aquele cara que comprava vinte fichas e falava ‘eu te amo’ no orelhão, Meu coração é um bar vazio tocando Belchior e Dentro do meu peito você pode cultivar a solidão o ano inteiro. 

Dia 14/4, sábado, 10h. 
Sala do Curumim. Grátis. 18 anos.

Inscrições: sescsp.org.br/piracicaba

 

Oficina

Como nasce um poema?

Miró da Muribeca, poeta recifense popularmente conhecido por suas poesias urbanas e marginais, apresenta histórias reais de observação do cotidiano, como ele o enxerga e se inspira para criar seus poemas e crônicas. No encontro, instrui o participante a desenvolver as estruturas e transmitir os sentimentos pela poesia.

Dia 14/4, sábado, 14h.

Espaço de Tecnologias e Artes. Grátis. 16 anos.

Inscrições: sescsp.org.br/piracicaba

 

Bate-papo

A rima de Zé Brown

Zé Brown é o nome artístico de José Edson da Silva, músico, cantor, compositor, rapper, embolador e arte-educador. No encontro, desenrola com o público sua forma de criação poética, que mistura embolada, repente e rap em letras rimadas.

Dia 6 de maio, domingo, 14h. 
Teatro. Grátis. Livre.

Retirada de ingressos com 1h de antecedência.

Voltar